Por que atualmente estamos com escassez de matéria-prima na indústria?

ìndice

A atual pandemia do coronavírus que paralisou o mundo trouxe consigo diversos prejuízos em vários setores comerciais, principalmente relacionados ao aprovisionamento de matéria-prima e commodities.

Fomos então, buscar discutir o assunto com nossos profissionais a fim de coletar dados do mercado, para lhe manter a par da situação e quem sabe, auxiliar quando a melhor forma de passar por esse período.

Atualmente, as indústrias sofrem com o alto preço de matéria prima devido a falta dela, além de enfrentar grandes dificuldades no fornecimento para todos os ramos de mercado no país. 

Essa crise tem afetado praticamente todas as áreas de trabalho, começando pela construção civil, passando pelo mercado de plásticos (embalagens, papelão), afetando também as áreas têxtil, mobiliária, eletrônica e até mesmo os produtores rurais. Importadoras sofrem com a carência de itens básicos.

Uma pesquisa realizada pela CIESP (Centro das Indústrias do Estado de São Paulo) avaliou os impactos da pandemia causados em apenas 6 meses e pasmem, a pesquisa mostrou que 47% das empresas estão encontrando dificuldades para conseguir insumos e matérias-primas básicas

A pesquisa também mostrou que 63% das empresas estão com o nível do estoque baixo e a dificuldade em conseguir faz com que os preços dos insumos suba absurdamente

Levando em conta a falta de material e o aumento considerável dos preços, o varejo também é afetado de forma direta, criando um desmoronamento negativo no mercado, incluindo o e-commerce. A maioria das indústrias estão com o fornecimento escasso, atendendo com prioridade apenas os clientes mais antigos ou maiores, deixando de lado uma grande parte do mercado. 

matéria-prima na indústria

Porque a escassez está acontecendo? 

Existem diversos motivos que podem explicar a situação instável e desequilibrada entre oferta e demanda no Brasil. Entre elas estão:

A alta do dólar

  • O baixo nível de produção decorrente da queda da força de produção ocasionada pela diminuição de funcionários;
  • O aumento das exportações em consequência do câmbio vantajoso;
  • A vida normal em países que a doença já está controlada ou que não foram tão afetados;
  • Prevenção e adaptação em tempos de crise

O momento é desesperador, mas calma, fomos atrás de algumas estratégias que lhe ajudarão a passar por esse momento de uma forma não tão ruim, o ponto principal está principalmente na organização dos processos, no ensino da prevenção para que situações atípicas como essa não te sujeitem tão facilmente fechar. Fique com a gente:

Não dependa de um único fornecedor

Regra primordial de Nº 1. Tenha, se possível, uma extensa lista de fornecedores por produtos, serviços, itens. Isso não é só para momentos de crises econômicas mundiais como esta, mas também porque imprevistos podem acontecer. Então, se seu principal fornecedor faltar, você não precisa entrar em desespero, pois terá para onde correr.

Traga seus fornecedores para perto

Ainda em relação aos fornecedores, não seja inimigo deles, pelo contrário, dialoguem, elaborem acordos, discutam ideias, você depende deles bem como eles de você, então crie laços de menos rígidos e com maior flexibilidade.

Apresente para seus fornecedores ideias de produtos similares e matérias-primas substitutas para seu negócio, faça com que se sintam importantes pedindo ideias e sugestões, pois assim, em caso de escassez do principal produto sempre tem uma segunda opção. 

Seja flexível, mas ao mesmo tempo mantenha uma relação estreita e acompanhe de perto o planejamento de entregas, antecipações e até mesmo casos de escassez, momento esse em que o próprio fornecedor irá receber menos material para lhe entregar, com tudo acompanhado e conversado, há tempo hábil para mudar a estratégia e se organizarem de maneiras mútuas.

Expanda seu estoque

No primeiro momento oportuno, reavalie a possibilidade e viabilidade, de aumentar o estoque garantindo assim, a operação por mais algum período expandido de tempo, pelo menos dos itens mais essenciais. Em tempos de instabilidade, você estará preparado e se sobressairá em relação aos seus concorrentes.

Inteligência estratégica na logística

Caso sua operação seja bastante ativa, tenha conhecimento total do seu negócio para assim, poder prever comportamentos de compra, épocas de sazonalidade, etc.

Sempre disponha seu estoque baseado no calendário de campanhas, crie estratégias de compras e reposição com maior espaço de tempo, caso isso seja possível no seu negócio. Assim, você constrói um círculo de segurança de operação e, consegue até, melhorar as condições de compra com os fornecedores. Suas ações devem ser estratégicas e planejadas para que você consiga driblar as eventualidades de queda de fornecimento.

Entenda seu capital de giro e caixa 

Aos poucos as fábricas estão retomando a sua rotina, isso contribui para que cada vez mais fiquem repletas de pedidos, por um lado isso é ótimo, por outro lado essa demanda pode fazer com que os fornecedores priorizem aqueles que podem pagar mais pelo serviço. 

Portanto, entenda sua posição financeira, regularize seu capital de giro para que, se for este o caso, esteja preparado para desembolsar mais que antes ou pensar em outras soluções.

Tenha um planejamento de crise

Você precisa traçar várias estratégias pensando em diversos cenários, tenha certeza que contratempos e empecilhos surgirão, então, é sempre bom ter um plano B.

matéria-prima na indústriaConsidere se o seu produto tem ligação direta ao clima ou temporadas, se é dependente de transportes específicos (importação por barcos, por exemplo) ou se o consumo de seu produto tem maior busca em determinadas épocas do ano (ar condicionado ou aquecedores, por exemplo). 

Pegue como aprendizado suas experiências passadas e crie um planejamento estratégico para os principais momentos de aumento e queda de vendas no ano.

É importante haver participação do pessoal do marketing (caso você tenha), para disponibilizar os produtos certos, nas épocas certas e criar ações no decorrer do ano para manter a competitividade comercial.

Transparência em busca de fidelização

Seja o mais transparente possível, solte comunicados nos site e nas redes sociais de possíveis atrasos na entrega. Busque agradar seu cliente com cupons de desconto ou qualquer outra vantagem deste aspecto, isso fideliza e aproxima o cliente. 

Além disso, se esforce para acompanhar os detalhes desde o pedido até a entrega. Certifique-se de ser um dos primeiros a saber caso ocorra alguma eventualidade. Mostre-se solícito, seja franco quando se tratar de um problema que você (empresa) não tem controle, isso são atributos fundamentais para retenção de clientes e fornecedores, além de valorizar a marca aos olhos do consumidor.

Novos recursos

Quando não houver saída, reflita: tenho outras opções de matéria prima? Posso pensar em um substituto tão cabível e confiável quanto, quem sabe até mais ecológico? Mas também seja lógico, nunca deixe de pensar se para o seu produto final ter a mesma qualidade, sua matéria prima pode ser substituída? Geralmente são em momentos como este que a inovação e criatividade aparecem. 

Novas alternativas, organização e otimismo

Recentemente o quadro de incertezas, dúvidas, indecisões e oscilações atingiu em cheio o cotidiano das indústrias e empresas de grande parte dos segmentos.

Mas não podemos pensar apenas nos pontos negativos. As consequências da pandemia nos forçaram a pensar em alternativas para enfrentar desafios como esse. Fique atento, se organize, planeje, tenha reservas e principalmente um olhar com alta capacidade de amplitude para possíveis coisas e situações que possam dar errado ou sair dos eixos.

Fazendo isso você faz da sua empresa uma organização mais forte e preparada. 

Vale destacar que, junto a isso, o otimismo também deve estar presente. A fase do desequilíbrio nos torna mais fortes e precavidos, isso é bom! Aos poucos as coisas voltarão a tomar o mesmo rumo de antes, a normalização de volume da matéria aumentará, e a possível baixa de preços vingará e a tendência agora é a retomada do mercado.

Em tempos de incerteza, geralmente, a busca é pela minimização das perdas. Mas as perdas que realmente importam, agora, não são só econômicas. A economia pode ser reconstituída, já fizemos isso antes e faremos novamente. Perdas irreversíveis são as vidas.

Cuide do seu negócio, mas aprenda com tudo isso a dar importância ao que de mais importante existe.